As Criaturas das Sombras: Vampiros?

A Vida de Elizabeth

A Sagrada Família…de Elizabeth

A noite lhe conta segredos, e você aprende e sorri, com seus amigos na “Casa de Sua Mãe”.

Uma Criatura da Noite

Você não foi procurar esses segredos, porem as criaturas da Noite, vem e lhe fazem revelações, porque você as conquistou com sua forma de ser; e ainda que não faz parte dela nem de suas criaturas, externamente, você logrou parecer-se a elas; algumas lhe aceitam, outras lhe olham de longe, sem se aproximar.

Você sorri, se diverte, e sente-se bem entre elas, porque mesmo sabendo que não é uma delas, conseguiu parecer-se a elas; e ainda que os que olhem lhe vejam igual, você deve saber que não o é, e que esta de passagem nesse lugar, pois somente esta ali para aprender.

Esse lugar de Sombras é somente para que você desvende seus segredos, e continue seu caminho; pois é a ele que pertence, ao Caminho, não aos lugares que recorre; nunca esqueça isso.

O Reencontro

A Noite, seus segredos e suas criaturas, não são seu lugar; seu lugar é o Caminho, as sendas da evolução, as vias que dão acesso aos Meus domínios, as sendas que foram preparadas para que você possa completar a viagem que se propôs, e que está por culminar numa enorme festa de reencontros, Vida e renascimento.

Você é livre dentro das Sombras, porque se parece a suas criaturas, e desaparece no meio delas; você não se esconde, porem é somente mais uma, para quem olha de longe.

Essas criaturas são jovens, muito mais que a sua essência, por isso, estar com elas lhe faz bem, porque a faz sentir-se como quando você o era; em sua companhia você volta ao tempo em que tudo eram risadas e cumplicidade.

Os Amigos nas Sombras

Volta ao tempo dos grupos, ao tempo em que você aprendia e não precisava ensinar; ao tempo no qual somente havia a responsabilidade de escutar, não de falar.

Você conhece as Sombras como nenhuma delas, por isso sente-se bem, pois pode desfrutar delas sem nenhum tipo de preocupação; você sabe tudo sobre esse lugar, porque já o viveu, já esteve alí ha muito tempo atrás; conhece suas fronteiras, seus rios de lágrimas, seus riscos, seus perigos, seu exterior e seu interior; um mundo familiar, no qual a Noite, a Sombra, e a Escuridão, são a sua Mãe.

Filha das Sombras

Voltar a esse mundo, estar nele, é voltar aos braços amorosos de sua Mãe, é ser uma alma jovem novamente, e ainda que não esqueça seu tempo real, agora você precisa Ser novamente, precisa experimentar Ser a Filha das Sombras.

Isso lhe faz feliz, é o seu paraíso perdido, o lugar de onde saiu; um dos lugares, porque quando chegou a ele, você vinha de outros, onde não havia encontrado a sua origem; você estava somente crescendo até encontrá-la.

Sua Mãe, a Noite, as Sombras, lhe ensinaram e lhe vestiram com o conhecimento; com o Conhecimento Negro, o Conhecimento da Escuridão, para que você se proteja e não se lastime, quando trabalha com o que é concreto, com as energias vivas, que também crescem e se espalham na Noite.

Pequena Criatura Sombra-Luz

Porem Ela, sua Mãe, tem outra filha, esteve de parto, deu a Luz, e essa pequena criatura que ilumina a Noite e a Terra Viva, deve ser cuidada e protegida, pois ainda não está pronta para ser exposta.

Sua existência não lhe incomoda, pois você somente quere estar ao lado da Noite, permanecer em seu lugar, nesse lugar que um dia foi seu lar, e ajudar a cuidar essa pequena criatura Sombra-Luz, para que não se lastime, para que cresça e um dia, possa sair e iluminar a Escuridão.

Ser de Luz

Você não procurou estar ali, somente espera desvendar o enigma da busca, e essas criaturas, sabem a resposta para as suas perguntas; elas confiam em você e por isso lhe contam seus segredos, lhe contam a Verdade, sua verdade, que faz parte de sua origem, pois elas são sua verdadeira família, que um dia você teve de abandonar; um dia, quando o Sol se fez na noite, um dia quando você se fez Luz.
Elizabeth hoje, a Filha das Sombras
Essa é sua família, formada pelas criaturas das Sombras, essa é sua Sagrada Família, e elas lhe conhecem pelo Nome de Elizabeth.

Por isso você é feliz ali, porque nesse espaço-tempo existem muitos Nomes para chamar na Noite Escura; e quando você sente-se só, como agora, procura a Noite, para chamar as criaturas, porque conhece Seus Nomes, que são sua família nas Sombras, seres que lhe acompanham, que caminham com você, desde o tempo fora dos Tempos.

Nesse lugar, você caminha com a morte, porque conhece a sua dualidade; você tem seus pés banhados pelos rios de lágrimas que foram deixados nos cemitérios, por aqueles que não compreendem a Noite e sua solidão, por aqueles que não conhecem a morte nas Sombras.

Cemitérios, a Fronteira entre os Mundos

Mas para você, os sepulcros, as fossas, as lapides, são apenas uma fronteira entre os mundos; fronteira na qual você gosta de estar, sentar-se, e divertir-se com as criaturas noturnas, que aprendem nas historias escritas nas pedras, como evitar oesquecimento e assim enganar a morte.

Nem todos tem um Nome para chamar na Noite Escura, por isso tantos vivem em solidão, porque não aprenderam sobre as Sombras da Noite.

Quem conhece essas criaturas no está sozinho, pois na viagem entre as existências, na travessia entre a Vida e a morte, entre a morte e a Vida, entre o nascimento e o renascimento, somente esses seres Escuros, somente esses temidos seres, podem nos acompanhar.

As Criaturas das Sombras

Porém quando não se conhecem seus Nomes, devemos viver sozinhos, morrer sozinhos, viver em solidão e morrer em solidão.

A ignorância da existência das criaturas Escuras, a ignorância do Povo da Noite, é a raiz do medo da morte, e a crença na solidão e na separação.

A transição final acontece quando a Luz não encontra mais espaço para Ser, para estar na matéria, e então a Vida se retira.

Mas ainda que a Luz e seus seres se apagam temporalmente da consciência, o Ser não fica sozinho, pois as criaturas noturnas o acompanham, de longe se lhes temem, da mão se o Ser as aceita como parte de um processo natural de Vida e enascimento.

A Beleza do "Vale das Sombras"

O “Vale das Sombras” é belo, se você o sabe olhar e admirar; porém é um privilégio que poucos alcançam ainda que muitos o atravessam freqüentemente.
Poucos são os que percebem a sua beleza e a de suas criaturas; poucos são os que tem o valor de olhar a preciosa historia que contem cada lágrima vertida pela tristeza.

Poucos são os que tem a coragem de abençoar, as pegadas deixadas pela dor dos que partiram; poucos são os que aventuram-se a calçar a morte, e caminhar pelos cemitérios na Escuridão da Noite, chamando as Sombras e fazendo delas as suas companheiras; porque poucos são os que tem um Nome para chamar na Noite Escura.

La Sagrada Familia...de Elizabeth

Elizabeth, sua Sagrada Família, as criaturas, seus irmãos, seu choro, seus cemitérios, não são mais que a lembrança de sua juventude, de sua alma de menina, de suas memorias mais queridas.

Agora que o tempo se desfaz, em meio a poeira deixada pelas lápides esquecidas, somente as criaturas recordarão os Nomes daqueles que partiram, mas que estão prestes a retornar do sono do esquecimento, ao que foram relegados.

Por isso, o conhecimento que você carrega é valioso, pois que isso a torna um ponto que separa os mundos e um nó que une as existências.

O Povo da Noite

Pequenas palavras, longas frases, que somente através das memórias são capazes de restabelecer o propósito inicial da separação, mas que na morte encontram a sua razão de Ser.

Seres esquecidos, que esperam ser Nomeados, chamados para a Vida, antes que o retorno os alcance tornando doce as existências, porém amargos os Séculos.

Eles confiam, eles esperam, até que o dia se torne Noite, até que a Noite cubra toda existência com seu manto de Sombras e solidões.
A existência das criaturas é a razão de sua vida, porque você as tem honrado com a lembrança eterna, abençoando todas e cada uma delas, com o Amor que somente uma Filha das Sombras é capaz de sentir por elas.

Puro mistério, o que são as criaturas?
Uma parte sua, uma memoria de todos?
Ou a Historia de todas as historias? Os Ocultos, Puro Mistério
Uma lenda não transcendida,
uma dor não purgada
um coração cheio de Luz,
preso em Luzes distantes.

Elizabteth,
O Amor
arrebatou você de uma estrela,
o Amor pelo Pai,
o Amor pela Mãe,
para que registre a historia
das criaturas
no Templo das Memorias.

Os Seres sabem,
Os Céus esperam…
Voltará você com
Sua missão cumprida?

Ratziel


Technorati : , , , , , , , ,

9 comentários

Página 1 de 1
  1. fernanda
    fernanda às | | Responder

    Joguei a esmeralda nas chamas para proteger o segredo ancestral.Caminhei até vc,..e o vento esculpiu nas dunas,esta bela amizade celestial.Muitos beijos,amiga,Fernanda Brown*

  2. Bea
    Bea às | | Responder

    Amiga, na altura que o li, devo dizer que ate comentei com voce, que nao tinha entendido nada.
    Mas hoje ao reler este post, entendi tudo.

    Beijos!

  3. Debora Rocco
    Debora Rocco às | | Responder

    Bea,

    Lembra que sempre falei que estas mensagens dos Maestros sao encriptadas? Pois é isso, a gente as le novamente e encontra coisas e entendimentos que antes nao havia notado.

    Beijos!

  4. renan
    renan às | | Responder

    a eu achei razoável,mas achei um pouco esquisito

  5. Francisco Ernandes
    Francisco Ernandes às | | Responder

    Preciso de sua ajuda e da criaturas da noite meu nome Ernandes quero sabe mais sobre meu passado que futuro me aguarda sinto que fui um guardião de grande segredo
    me ajude por favor.

  6. fatima
    fatima às | | Responder

    acho essas crianturas impersionantes nao me emportava de ser uma deles .
    adorava que podesse encantar e andar tam depressa como eles nao sou propria meente lenta mas nao sou rapida
    nem tam pouco parcido coomo igual

  7. Nathallin
    Nathallin às | | Responder

    Acho vampiros um assunto muito legal, mas queria saber se eles são verdade ou só é para da susto nas pessoas.

  8. jonas campagnoni
    jonas campagnoni às | | Responder

    Preciso de sua ajuda e da criaturas da noite meu nome Jonas quero sabe mais sobre meu passado que futuro me aguarda sinto que fui um guardião de grande segredo
    me ajude por favor. copiei o post do meu amigo ernandes
    porque acho sinto no fundo, e todos os dias que a noite é o que me faz viver é o que me espera é onde eu ando todo dia vendo, olhando, acompanhando e porque é nesse mundo que eu me encaixo, é nesse mundo que quero estar, é nesse mundo que busco uma coisa importante pra minha vida. È oqe me faz quere viver…

  9. jonas campagnoni
    jonas campagnoni às | | Responder

Deixe seu comentário