Os Filhos das Sombras

Filhos das Sombras

Uma Historia para…Crianças?

Era uma vez…

Seres de Pura Luz

Um bosque muito escuro; nele moravam pequenos seres feitos de pura Luz.
O bosque era belíssimo e infinito; as criaturas viviam felizes nele, explorando seus domínios, sem perceber a sua obscuridade, pois que como eram muitas, milhares, irradiavam uma imensa claridade ao seu redor.

Um dia, em um de seus passeios, estes seres, viram ao longe uma pequena e velha cabana; a medida que se aproximavam, ela ia ficando mas visível pela luz que das criaturas emanava.

Nunca tinham visto nada parecido, e a curiosidade levou-as a entrar naquele pequeno lugar, onde somente cabiam alguma delas; mas algo aconteceu…

O Reino

A medida que entravam, a cabana foi ficando maior, até transformar-se num enorme e belo castelo, cheio de escadarias e grandes colunas.

Mesmo sem entender o que estava ocorrendo, as criaturas sentiram-se felizes e resolveram chamar aquele lugar mágico de Reino.

Ao redor do castelo, começaram a surgir pequenas cabanas e a medida que isto acontecia, estes luminosos e pequenos seres as exploravam, pois era de sua natureza, procurar, descobrir, e ser felizes.

As Sombras

Um dia sentiram a necessidade de ir além do Reino; mas o medo que antes não conheciam, tinha se apoderado deles, porque haviam permanecido demasiado tempo dentro daquelas paredes, que não somente albergavam a luminosidade das criaturas, como a confinava.

Eles deixaram de emitir Luz, pois depois daquele tempo dentro do Reino, e habitando em suas pequenas moradas, o medo disfarçou-se em temor ao desconhecido, e assim perderam a Felicidade.

Foi somente então, que os seres puderam perceber claramente a obscuridade do Bosque do Infinito, e por um tempo…não se atreveram a ir além da falsa segurança que a ilusão das paredes lhes proporcionava.

A Luz que antes irradiavam as criaturas, recolheu-se dentro de cada uma delas, ao não poder atravessar a barreira que o medo havia gerado em seus corpos.

Mesmo assim as criaturas não podiam negar a sua própria natureza como Luminosos Filhos das Sombras.

O Terceiro Olho

Cada um deles possuía um único olho frontal, e com ele percebiam o seu entorno, porém esse olho começou a dividir-se, pois agora eles tinham duas percepções diferentes.

Uma, de sua luminosidade única, e outra do mundo físico, o entorno ilusório, com suas tramas e artimanhas, cheio de medo, criando fantasmas inexistentes, que assolavam suas vidas.

Agora, o Universo deixava de ser um Todo belo em sua obscuridade, para tornar-se um espaço dividido, ao igual que a recém adquirida visão das criaturas.

Dimenssões Encantadas

O Bosque, que antes foi o berço onde os seres habitavam e iluminavam, passava nesse momento, a ser conformado por muitas dimensões desconhecidas, até que com o tempo…elas foram esquecidas.

Hoje, a maioria das criaturas duvida da existência dessas dimensões, que muitos chamam de planos existenciais.

Porém, algumas delas ainda guardam a memória da época em que foram Unas com a Luz e as Sombras, e não negando sua própria natureza de buscadores, e escobridores, auto-nomeram-se “MERIYAM” ou Felipinos “aqueles que buscam o “FELIPE“:

A FElicidade, a LIberdade e a PErfeição,

de um estado esquecido, e do qual outrora fizeram parte.


Technorati : , , , , , , ,

4 comentários

Página 1 de 1
  1. Nathallin
    Nathallin às | | Responder

    Eu tenho certeza que isso tudo seja a mais pura verdade, pois tem muitas coisas que ninguém nunca viu ou descobriu…Quem escreveu isso tá de parabéns está tudo ótimo.

  2. Nubya
    Nubya às | | Responder

    Parabens uma bela historia de terror

  3. marcia
    marcia às | | Responder

    sua historia e mtoo enteressante, pq vc nao continuou eu seria ,uma leitora

Deixe seu comentário