Magia com a Távola Redonda

A Távola Redonda ou "Mesa do Rei"

Visualização da Mágica “Mesa do Rei”

O Rei Arthur e a Espada Excalibur

A “Távola Redonda” é um arquétipo microcósmico com correspondência no macrocosmos, e está ligada a lenda do Rei Arthur.

Esta lenda explica que o Rei se sentava com seus cavaleiros nessa mesa, tanto para tomar alimentos como para discutir assuntos e tomar decisões.

A lenda conta também que haviam 3 mesas diferentes: uma que teria sido trazida de Sírius, pelos Seres de Vênus para o sábio Rei Arthur; outra dada pelo Rei Ambrósius da Inglaterra no século VI, ao Rei Arthur; e a terceira, (a Távola Redonda) dada de presente a Arthur por Merlim, com diversas propriedades mágicas.

Os Cavaleiros do Rei Arthur

A Tradição diz que o Rei e seus cavaleiros, ao sentar-se nesta mesa e expressar os pedidos de alimentos, estes surgiriam espontaneamente.

Esta mágica mesa, media 2.80 m. de diâmetro, era de cor azul índigo, apoiada em 4 pés pretos, e estaria dividida em 12 partes, com divisões douradas, sendo que posteriormente adicionou-se um signo zodiacal para cada uma dessas divisões.

Se o objetivo da reunião era aprender, ensinar ou invocar Forças, usava-se o cálice de ouro,pode-se usar um dourado) coberto por um véu transparente, como símbolo da recepção de Forças.

Neste caso cada um dos cavaleiros sentava-se em seu lugar e imaginava um cálice prateado diante de si.

A visualização de símbolos nos permite ativar em nosso inconsciente as Forças Cósmicas que já existem em nós.

Lâmpada: símbolo de Iluminação

Se a intenção fosse discutir assuntos e tomar decisões, usava-se uma lâmpada, representando a Iluminação, e o fato de receber uma orientação verdadeira dos Planos Superiores.

A Espada: símbolo de ação

Quando a meta a ser alcançada era de ação, obviamente o símbolo escolhido era a Espada.

Para podermos trabalhar com a técnica da visualização e entrarmos em contato com as correspondentes Forças Cósmicas, chamaremos esta mesa de “Mesa do Rei”.

Para facilitar a visualização, teremos de fabricar uma mesa de cartolina, com 15 ou 20 cm de diâmetro; no centro desenharemos um círculo de 2 cm de diâmetro, e desde este círculo faremos as 12 divisões, partindo dele em direção à beira do circulo maior.

O arquétipo será impresso na aura por meio da visualização, na região do coração, e será usado como se fosse um projetor, tanto para o símbolo colocado no centro da mesa, como descrito antes, dependendo do assunto ou meta a ser atingido( cálice, lâmpada ou espada), como para projetar a própria mesa.

Cosmos

Depois disso projeta-se mentalmente a Mesa do Rei, expandindo-a desde a Luz do seu coração até atingir seu tamanho original, e poder“ver-se a si mesmo” sentado no lugar da mesa que se corresponde com seu próprio signo zodiacal.

A seguir imagine um raio dourado vindo do Cosmos, diretamente ao símbolo no centro da “Mesa”, momento no qual você deverá abrir-se as várias correntes telepáticas de pensamento, de forma que elas possam trabalhar no assunto a ser resolvido, e você ou algum dos integrantes do grupo, -no caso de estar trabalhando com outras pessoas- possam receber a orientação correta dos Planos Superiores ou Supraconscientes.

Este post está dedicado a minha preciosa Amiga Ana, que iniciou a pouco tempo um Grupo de Trabalho Espiritual, na bela cidade do Porto, em Portugal, acompanhada pela Armanda, um ser especialmente belo e amoroso, e por minha Antiga Mestra e Amiga Morgana.

Desejo muito sucesso e bênçãos plenas da Deusa!


Technorati : , , , , , , , , , , , , ,

Um comentário

Página 1 de 1
  1. Bea
    Bea às | | Responder

    Quero Experimentar!
    Farei com o meu Amor essa, hehehe

    Nem sabia dessas coisas aqui em Portugal e sou de cá, foi preciso voce vir para eu saber disso lol.

    Beijos amiga!

Deixe seu comentário