Mabon – Hemisfério Norte

Mabon

22 deSetembro – Hemisfério Norte
Mabon

Cornucópia, a Colheita do Vinho, Mabon, Festival de Avalon, e/ou Equinócio de Outono são os nomes pelos quais é conhecido o próximo Sabath da Roda do Ano.

Os dias são cada vez mais curtos, os ventos invernais já começam a se fazer presentes, as folhas das árvores tornam-se de cor marrom, os dias são cada vez mais curtos, mais frios, e os animais assim como a terra começam a se preparar para os meses frios, pois tudo isto marca o começo da estação do outono no Hemisfério Norte.

Astrologicamente, o dia 22 de Setembro o Sol entra no signo de Libra, isto assinalando o Equinócio de Outono, quando se celebra a segunda colheita, e é muito importante agradecer ao Deus e à Deusa pelas bênçãos que nos proporcionaram até agora, e pelo que temos “colhido” em nossas vidas.

Segundo a tradição grega, Demeter, a Deusa da Terra, entra num estado de grande tristeza e luto, pois sua filha Persefone desceu para a Terra do Inframundo para viver ali com o Deus Hades.

Ela comeu da comida do Inframundo e deve ficar ali por um tempo que foi tratado entre o Deus Hades e a Deusa Demeter.

Até que Persefone volte á Terra, Demeter terá a superfície do planeta na escuridão e no frio, mostrando assim a sua dor pela falta de sua filha.

Nesta festividade se come uma fruta chamada Granada como símbolo do encontro de Persefone com seu marido o Deus do Inframundo.

Por tradição neste dia se comem vegetais, grãos e frutos da época, em especial os produtos feitos de milho, pois ele é um símbolo do Deus Sol e da abundancia.

Existe também uma tradição na qual se fazem bonecas de milho, ou corn-dollies, as quais simbolicamente representam a sexualidade da Deusa Mãe.

Depois de terminada esta celebração se guarda a boneca durante todo o ano, e na próxima festividade de Mabon, ela será queimada, marcando assim o começo de um novo ciclo, permitindo que a prosperidade torne nossa vida plena.

O milho e as cornucópias eram usadas para decorar as mesas como símbolo de prosperidade y do espírito da colheita; neste dia as cores própias da festividade são os vermelhos, alaranjados, dourados, marrons, e violetas.

Utilizaremos estas cores na decoração, nas velas e vestimentas pois nos ajudarão a sintonizar com as energias que são liberadas neste dia, propiciando que nosso ritual esteja bem fundamentado.

Nesta celebração devemos estar felices pelo que a Vida nos trouxe, pelo conhecimento que temos colhido neste Caminho; nossa mentalidade deverá ser de agradecimento á Divindade, e os rituais melhor aspectados serão os que estiverem relacionados com a ação de agradecer; abençoar a Terra; bênçãos e proteção; se livrar de maus hábitos ou situações ruins, e também com o procurar em nossas almas aquilo que desejamos mudar ou melhorar.

Imagem: serykotik


Technorati : , , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário