A Magia das Runas – Parte 1

Runas Mágicas

Magia Rúnica

De todas as formas de magia que conheço, esta é a que considero praticamente perfeita (se é que isso existe).
Através das runas se pode obter tudo aquilo que desejar se trabalhar de forma correta com elas, depois de tê-las consagrado.

A magia rúnica ao contrario das outras magias funciona na pessoa para quem elas são consagradas e não em outras pessoas ou no entorno.

Elas, as runas depois de consagradas e entregues ao destinatário, agem na cabeça da pessoa, produzindo as mudanças necessárias em seus pensamentos e ações, de forma que ela obtenha a realização do seu desejo.

Por exemplo, alguém deseja ser promovido a um cargo que já esta ocupado por outra pessoa; nesse caso se escolhem as runas para esse propósito, e se entregam a pessoa depois de tê-las preparado.

A pessoa que ocupa o cargo desejado não perderá o emprego para que alguém obtenha um desejo por meios ilícitos, gerando assim um longo karma, dependendo do dano que causar.

Podem acontecer duas coisas: ou a pessoa que ocupa o cargo desejado vai ser promovida ou deslocada para uma melhor situação, ou sera criado um cargo paralelo, para que as duas possam continuar trabalhando e evoluindo profissionalmente.
As runas jamais prejudicam o entorno ou as pessoas que estão alheias ao seu poder.

Alem disso a pessoa que encomenda as runas, deve dizer o que oferece em troca do que vai obter -não se trata do pagamento ao mestre/a que as consagrará, isso fica entre os dois- também não implica em coisas caras ou materiais, pois que isto é nada mais que um teste de seu caráter.

Runas de Aduela

É a forma de devolver ao cosmos uma pequena parte do que vai usufruir, para que a Roda da Fortuna gire e possa assim beneficiar outras pessoas.

Esta oferenda, nunca é paga antes do desejo realizado, mas assim que isso acontecer, se você não procurar fazê-lo, a “cobrança” chegará a você de alguma forma.
Para que fique claro vou lhes contar o que aconteceu comigo.

Muitos anos atras eu desejava ter um carro somente meu; e pensei que seria uma forma de testar o poder das runas, já que eu não tinha dinheiro para comprá-lo.
A minha oferenda ao cosmos, foi uma contribuição a sociedade dos paraplégicos da cidade na qual vivia, pois já tinha me envolvido com ela algum tempo atras.
Me pareceu justo, pois como eu andaria motorizada, e teria facilidade para me locomover, me pareceu adequado ajudar os que não podiam fazê-lo.

Dois dias depois de ter consagrado as runas e muito ansiosa porque anda não havia acontecido nada a respeito, me telefonaram de uma companhia que vendia consórcios, me oferecendo comprar o consorcio de um Gol.
Obviamente fechei o negocio no outro dia; iso foi numa quinta-feira e me lembrei de ir na sociedade dos paraplégicos para pagar o que tinha oferecido.

Passou uma semana, e sempre algo ou a preguiça me impediam de ir fazê-lo, pois ficava do outro lado da cidade, longe dos lugares por onde eu andava.
Na sexta-feira da outra semana, eu estava na fila do banco, do lado de fora, e passou uma camionete da sociedade dos paraplégicos, que andava na cidade buscando doações.

Me prometi então que na segunda-feira iria lá e faria minha contribuição, que era bem pequena, comparada com o que eu ganhava na época.

Eu tinha oferecido 900 cruzeiros, e ganhava por volta de 14000; aconteceu que na segunda de manhã, bateram na minha porta, e minha empregada atendeu e veio me dizer que estavam vendendo caixas de correio para colocar nos portões.
Primeiro disse a ela que não, mas depois lembrei que meus cachorros destruíam minha correspondência, e que ela perguntasse quanto custava.

Nem imaginam a minha surpresa quando ela voltou me dizendo que custava 900 cruzeiros, e que eram produzidas pela associação dos paraplegicos.

Claro que comprei a caixa de correio, e fiz assim minha oferenda ao cosmos.

Os 3 Aettir ou Familias

O incrível é que eu morava no subúrbio, bastante longe do centro da cidade e mais ainda da sociedade em questão, mesmo assim eu considerei que as runas haviam vindo me “buscar”, para que eu pagasse o que havia oferecido.

Mas como disse antes não é uma questão material ou de dinheiro, e não significa que se oferecer muito vai obter mais.
É preciso fazer o que pareça justo, nem mais nem menos, pois não ha necessidade; porem o que você oferecer pague-o depois ou perderá aquilo que as runas lhe deram.

E pode acreditar que funciona assim, mas se quiser experimente; também lhe aconselho que não espere que elas lhe procurem, pois isso pode não acontecer e você perderia aquilo que obteve, por isso pense bem antes de fazer sua oferenda, de forma que possa cumprir com ela, assim que se realizar o seu desejo.

Já tive clientes que ofereceram serviços, ou pequenas coisas dentro de suas possibilidades financeiras; como ser alimentos para lugares carentes, ou cobertores, ou roupas usadas pedidas a outras pessoas, e assim por diante.
Nunca ninguém voltou e me disse que não havia obtido o que pediu as runas.

Uma vez um cliente muito bom que eu tinha e que consultava freqüentemente comigo, ao que já havia feito alguns sigilos com runas para sua empresa, me perguntou se poderia encontrar uma amante através das runas; ele era casado e não queria separar-se da mulher pois gostava demais dela, somente queria uma pequena aventura.

Joguei as runas para saber, e novamente outra surpresa: elas me responderam que sim, mas que para coisas ilícitas elas eram quem determinavam a oferenda, ao contrario de quando são bons desejos.

No caso dele, elas disseram que o preço que ele pagaria seria perder seu casamento.
Como ele não queria isso, me disse que as fizera, mas que as guarda-se sem consagrar; a verdade é que nunca me pediu para fazê-lo, mesmo que continuou consultando comigo durante anos, depois disso.

Isto é outra coisa a ser tida em conta, quando se trata de desejos “ilícitos, ilegais ou imorais”: o preço pode ser demasiado alto e você não estar disposto a pagá-lo.

Nunca investiguei o que aconteceria no caso de fazer runas para o mal, mas em decorrência do que vimos acima acho que realmente essa parte não me interessa.


Technorati : , ,

9 comentários

Página 1 de 1
  1. felipe
    felipe às | | Responder

    tipo eu sempre quis ter runas mas nunca v´em lugar nenhun vendendo e e pelo q parece vc faz e as entrega já consagradas??assim ningue precisara saber que eu as tenho.

    1. Carlos N.Z. de Almeida
      Carlos N.Z. de Almeida às | | Responder

      Débora, Boa Noite.
      Gostaria de saber como posso adquirir estas runa citadas, consagradas e com as instruções devidas para usa-las de maneira correta.
      Aguardo sua resposta e te parabenizo pelo conteúdo tão rico das matérias que lí em seu blog.
      Muito obrigado.

      Carlos.

  2. Carlos Eduardo
    Carlos Eduardo às | | Responder

    Eu Jogo Runas, e estou aprendendo a magia das runas, eu tenho algumas duvidas sobre isso, e queria saber se foi dificil vc fazer este teste. e como posso começar?

  3. simone
    simone às | | Responder

    quero saber como faço para adiquirir minhas runas
    e diçifralas?

  4. Júlia
    Júlia às | | Responder

    Oi Deborah li o seu post e me interessei pelo assunto, queria saber como faço pra ter as minhas runas, porque definitivamente não saberia como fazê-las. E ah, queria saber também se você as consagra pra mim ou eu mesma que tenho que consagrá-las?

    1. alessandra
      alessandra às | | Responder

      gostaria de adquiri essas runas , pois nao saberia faze-las,acho muito complicado , grata

  5. afonso
    afonso às | | Responder

    oi eu li o post e me interesi tambem e queria saber como comsigo as runas ou como fasso-as e como comsagro-as

  6. alessandra
    alessandra às | | Responder

    oi , eu aucontrário da maioria tenho já as runas , mas não tenho a minima ideia de como desifralas , como posso fazer?

  7. Brenda
    Brenda às | | Responder

    Ja possuo runas,como faço para consagralas???

Deixe seu comentário