A Fada no Espelho – 2

A Fada

A Fada no Espelho – 2

17 de Setembro de 2011

– O que queria este Ser alado comigo?

– Deixar uma pegada no tempo,
Para que eu pudesse entender,
Para que eu não ficasse sem saber
Que os fios do meu destino
Sou eu mesma quem os tece.

Porque eu sou ela e ela sou eu!

A fada não era o que eu esperava,
Mas sim o que eu precisava,
E sendo assim, a poesia que brotou
E me transportou além do espelho,
Desenhava flores formando
Um tapete colorido que dava sustentação
Ao meu mundo.

Mundo que se cria e se recria a si mesmo
Nas dobras do tempo
E nas espirais do Universo.

Dança das Fadas

Agora eu sei, agora eu entendo
Que todas somos uma só, (as Deusas em mim)
E ainda que eu sou o coração desse Universo,
Elas, os seres que perfazem o meu todo,
Sempre fizeram, sempre fazem,
E sempre farão o melhor para mim
Dentro das possibilidades que eu lhes der,
Dentro das possibilidades que nós tivermos.

Não é uma obra literária,
Nem um quadro de Van Gohg,
Mas é minha obra de Vida
Que se expressa a través D’Elas
Delineando um futuro perfeito
Dentro da imperfeição de nosso Ser.

Imagens: demented-pixiejfeutcher


Technorati : , , , ,

Um comentário

Página 1 de 1
  1. Luiz
    Luiz às | | Responder

    Gostei!…entendi o que não pode ser entendido, percebi o que só pode ser sentido em um estado de Ser simplesmente.
    Lindo…transcendente…

Deixe seu comentário