A Árvore de Natal

Os antigos povos e o Natal-Yule

8 de Dezembro,
Dia de Armar a Árvore de Natal

“Nós os habitantes do Hemisfério Sul, celebramos o Natal durante o Solstício de Verão, a festa da plenitude, da Luz e da fertilidade.

Os povos do Hemisfério Norte, desde os tempos mais remotos, celebravam nesta época uma festa ritual do Solstício de Inverno, e em meio a longa noite glacial, adoravam o Fogo, o Sol, e as sementes de novas vidas, que germinavam na escuridão.

A Criança Promessa

Ao redor de um pinho -árvore que mantem seus galhos verdes, mesmo no rigor do inverno- que simbolizava a fe e a perseverança, e que num sentido Cósmico representa a Árvore da Vida, os seres humanos depositavam os frutos das colheitas, ( os presentes de hoje) festejando a abundância delas em plena necessidade no inverno.

Então, o Fogo Interior que reside no coração de cada um, e clama por uma resposta dos Céus, e pelo retorno do Sol, recebe a grande Estrela da Vida: o nascimento de Jesus, (a Criança Promessa) que marcará a chegada da Luz Solar ao fundo da primitiva noite terrestre, e ao reencontro da humanidade, com sua origem e destino divinos.

A Estrela que os Magos seguem, leva-os ao Presépio, ao centro da vida psíquica, da individualidade, que simbolicamente, representa o centro de gravitação de todos os corações.

Natal não representa somente a festa dedicada à memória do nascimento de Jesus, mas sim, marca o momento no qual Ele, se torna novamente criança e a história da humanidade se torna presépio.

Presépio

Nesta época, tudo o que ha em nós, da natureza dos pastores de Belém, e da natureza dos Magos do Oriente reage como outrora.

Como pastores, nos ajoelhamos diante do Menino, aceitando Nele, a Realeza Cósmica da Humanidade, e como Magos, somos cativados pela Estrela, e nos colocamos a caminho com um pouco de Incenso, de Mirra e de Ouro, recolhidos durante o ano que se acaba, e que transformamos em presentes, entregados à Humanidade, simbolizada e representada por nossos seres amados.

Hoje mais do que nunca, a Humanidade precisa resgatar o seu sentido ético, e ressuscitar o Velho Espirito do Natal, celebrando desta forma , a manifestação superior do espírito humano, envolvendo-nos a todos numa harmonia, que se estenderá ao longo de nossas Vidas.

Nesta festa, na qual a música, a Luz e as palavras que provêm do coração, e que sempre estiveram presentes nos rituais, e nas celebrações que marcaram as paisagens da existência da humanidade, desejo que junto com o brilho que emana de sua alma, você enfeite a sua casa, neste e em muitos outros Natais”.


Technorati : , , , , , , , , , ,

Um comentário

Página 1 de 1
  1. Bruxinhachellot
    Bruxinhachellot às | | Responder

    Debora essa foi uma das melhores, talvez a melhor mensagem de natal que li nos últimos tempos. Fiquei apaixonada pela imagem da árvore tocando violino. Ultimamente tenho pensado em aprender a tocar esse instrumento. Fico encantada quando ouço as músicas do grupo The Coors e da banda Mago de Oz. O som do violino é tudo pra mim.
    Grata por voltar ao labirinto e como sendo o que é, um labirinto, está sempre em constante mutação. Uma parte de minha personalidade é como um labirinto.

    Beijos de Lua e de Sol.

Deixe seu comentário