O Passado, O Presente e O Futuro

Amanhecer

Folhas, Flores e Frutos de um Novo Amanhecer

Um amanhecer que já vai longe em seus passos mas que demora em aparecer, em se fazer visível; a Noite Escura estende suas garras em uma inútil tentativa por aprisionar o novo dia.

Os tempos encerram-se em si mesmos, menos o presente, pois ele pode tomar outras direções, pode romper com o passado e determinar outro futuro mais ameno para quem se atreve a fazê-lo.

Os Tempos

O presente se move na vertical, nos proporcionando a possibilidade de “n” escolhas: entre o micro e o macro cosmos, entre o Universo e nós, entre a Luz e as Sombras… Entre voar a um novo destino ou se afundar no que não pode ser.

Só no presente somos livres, e nessa liberdade radica nossa vida, mas é de grande responsabilidade o fato de ser livre, porque isso nos torna o que queremos Ser a partir de nós mesmos e não do que nos foi imposto pelo passado.

O passado é uma grande teia de aranha e não é fácil se soltar dela, pois nosso eu passado cria nosso eu presente e o ata na teia em uma tentativa de proteção e segurança; isso gera um vazio no futuro e deixamos de viver por medo e insegurança.

Melhor viver presos na teia do passado que se arriscar e se machucar (pensamos).

Teia

Essa teia é feita pelas nossas crenças, pelos nossos temores, pelos nossos medos. Medo de mudar, medo de caminhar, medo de se mostrar, medo de ser criticado, medo de não ser aceito.

Medo de não cumprir com as expectativas dos outros, medo de ser originais, medo de não ser como os outros, medo de não pertencer a uma “tribo”, medo, medo, medo…

Medo da separação e da morte, mas ironicamente é tudo isso o que nos mantêm afastados de tudo e de todos; é esse emaranhado de medos que nos mantêm presos no passado, nos impedindo de viver o presente, destruindo assim nosso futuro.

– Como se livrar da teia?

-Como romper com ela?

Renascimento, flores

Fazendo, atuando, se mostrando, aparecendo, ressurgindo… Renascendo!

Não se pode mudar o passado no passado, mas sim se pode mudá-lo no presente, com vontade, com a nossa vontade para o nosso Caminho.

-Antes era assim, mas agora no presente podemos fazer diferente, diferente do que era para ser e não queremos ou não nos serve.

A grandes problemas, grandes soluções, uma reviravolta se faz necessária para romper com o passado e plantar um futuro desejado.

Cada um deve honrar seus ancestrais, mas isso não significa viver como eles, porque a Vida precisa seguir seu curso segundo a Lei de Renovação.

Sempre procuramos a segurança e o conforto; sair da teia, romper com ela significa romper com essas duas coisas, com esse estado do ser.

É seguro viver no medo, atado ao passado, é confortável não se mexer, é seguro evitar ser julgados pelos nossos atos, para isso só precisamos da imobilidade que a teia nos proporciona.

Frutos, Acebo

Mas essa imobilidade nos leva à cristalização e primeiro morremos interiormente pela não-vida que escolhemos, depois a morte nos alcança e nos leva em seus braços para o seio da Mãe Terra, para que possamos nos reconstruir e tentar uma vez mais criar uma espiral de vida real, um caminho reto e sem final, um caminho rumo à imortalidade do corpo e da Alma, mas não do espírito porque ele é a pequena aranha que tece a teia, era após era prendendo nosso presente, se alimentando de nossa energia mais densa: o medo!

Porque ele tem medo, medo de deixar de existir, de deixar de ser.

Ele é nosso espelho e o medo é reflexo do medo dele, então é preciso se livrar das ataduras do passado, é preciso deixar de ser o reflexo das experiências anteriores para poder criar um novo caminho de evolução.

Imagens: Rodrigo_SoldonM. Martin VicenteHerbolario AlliumJKroz

6 comentários

Página 1 de 1
  1. Márcia
    Márcia às | | Responder

    A nossa Grande Mãe Debora Rocco mais uma vez passando sua sabedoria, ensinando a todos nós como vivermos melhor,agradeço a ela por isso.Exato,não podemos mudar o passado,temos a chance de mudar o futuro aprendendo com os acertos e erros do passado e com isso viver o momento presente mais equilibrados, não existe um túnel do tempo mas agradeço cada erro que cometi, aprendi muito com eles.Acreditem, não sou mais precipitada, ouço o meu interior, o meu mundo,vejo minha família e as outras pessoas com bons olhos,faço meus rituais sempre para o bem e depois de terminá-los agradeço, é bom viver em paz.Amém. Assim é.

  2. Bianca
    Bianca às | | Responder

    Adorei seu blog! Bem completo. Já te adicionei aos meus favoritos. Bjs!

  3. Márcia
    Márcia às | | Responder

    Parabéns a nossa Grande Mãe Debora Rocco pelo dia de hoje (dia Internacional da Mulher)beijos para você e as mulheres de sua família. Debora,você é Grande Mãe de todas nós.Muitos beijos para você.Por favor me dÊ a sua benção. Obrigada.

  4. Sonia Leao
    Sonia Leao às | | Responder

    Estou adorando receber as liçoes de aprendizado! Sempre me charam de bruxa e nunca entendi pois era uma criança quando comecei a dizer coisa e acontecia. Hoje tenho quaze 60 anos e aceito que realmente sou. Pois amo a natureza gosto dos animais. E faz 38 anos que estudo magias e muitas coisa sobre as bruxas, mas sinto no caraçao e tenho algo muito forte , quaze uma ligaçao com elas. E sei todo sofrimento que essas irmãs passaram tudo po maldades dos padres e reis que confundia curas , chas e benzimentos como coisas diabólicas. Quando conheci a história delas eu chorei como si eu passasse por isto. Agradeço os email que recebo. Muito bom vou morrer com este rótulo! Não me importo até família me olham torto porisso mas Deus é mais… Abraços fraternos as minhas intrutoras. Boa noite e obrigada…

  5. Cynthia Fernandez
    Cynthia Fernandez às | | Responder

    Ola Debora!Me apaixonei por este cantinho magico. Fiz a magia das runas e numeros mas gostaria de saber se eu fizer uma consagracao simples, que nao seja a explicada na parte 3, ela tera o mesmo efeito. Nao me sinto pronta para abrir um circulo magico . Gostaria de saber se palavras pronunciadas com fe teriam efeito

Deixe seu comentário